De onde vêm os resultados de uma empresa?

05.03.2018

Um líder nasce líder ou se torna um? Acreditamos que as duas suposições podem estar corretas. Existem pessoas que, seja devido à personalidade desenvolvida pelo ambiente em que cresceram ou a uma base de ensino desde os primeiros anos de aprendizagem, parecem já ter nascido com o dom de liderar. Já outras, após anos de experiência prática e estudos teóricos mais avançados, tornam-se grandes exemplos de liderança. Ser um líder não é algo tão simples e, ao contrário do que muitos pensam, a posição não exige apenas que o profissional delegue tarefas e dê ordens. Neste texto vamos falar mais especificamente da liderança voltada para resultados. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Algumas lideranças são voltadas para o desenvolvimento de pessoas, outras são mais dirigidas para processos e desenvolvimento empresarial. Mas, o que traz resultados para as empresas são pessoas e devemos levar em consideração também a importância do autodesenvolvimento do líder. Quando quem está no comando trabalha o próprio autodesenvolvimento de forma contínua, os liderados conseguem perceber a evolução e sentem-se motivados a seguirem os passos de quem está liderando. Se não houver inovação, novos métodos e soluções criativas, dificilmente a equipe vai se desenvolver e enxergar valor na posição do líder. Vão enxergar, na verdade, alguém que conseguiu um bom cargo dentro da empresa e acomodou-se na posição de chefe, dando ordens e decidindo o que cada um faz. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Como já foi mencionado acima, são pessoas que trazem resultados. E são os líderes que desenvolvem pessoas. Não falamos apenas de desenvolvimento profissional, mas também de desenvolvimento pessoal. É importante que o líder seja alguém admirado pela equipe, que trabalha em conjunto e saiba unir todos em prol de um mesmo objetivo. Obviamente existem outras características que vão influenciar nos resultados como, por exemplo, a capacidade de tomar decisões, de enxergar o macro e agir pontualmente para a solução de problemas, de saber priorizar as coisas e ter um alto poder de percepção para antever necessidades e acontecimentos - intuição, lembra? 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Portanto, para gerar resultados positivos constantes, é necessário que exista uma união entre a liderança de pessoas, processos e tarefas. É preciso trabalhar o clima organizacional, perfil de liderança e motivação dos funcionários. A produtividade aumenta na medida em que o profissional está motivado e esta motivação vem muito de quem está no degrau acima na hierarquia. Não podemos esquecer que o líder também precisa de motivação e nesse ponto o papel da cultura empresarial é de extrema importância. Capacitações e incentivos darão ao líder o que ele precisa para sentir-se em desenvolvimento e capaz de transmitir o mesmo aos outros.  Podemos perceber, por tudo que foi citado neste texto, que a liderança com foco em resultado nada mais é do que um trabalho gerencial feito de forma completa. Nem somente pessoas e nem somente processos. Pessoas e processos. Um trabalho executado de forma otimizada e com qualidade, por pessoas motivadas e disciplinadas, dificilmente não trará resultados positivos. Caso não aconteça, talvez seja necessário reavaliar toda a estrutura interna e o propósito da organização. 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

© Anunciattho Comunicação 2017.

Site produzido por Inside Business Design.