Clipping: o que é, como e porque fazer o seu

O clipping é o monitoramento de notícias (conteúdo jornalístico digital ou não) a respeito de uma empresa - e ele pode fazer a diferença nos negócios! Aprenda a fazer


Call, feedback, delivery, e-mail, off… São tantas expressões em inglês no cotidiano brasileiro que já estamos habituados à elas. E clipping é justamente uma delas! Trata-se de uma “gíria” em inglês que define o processo, muito utilizado em material de imprensa, de selecionar notícias em jornais, revistas, sites e outros meios de comunicação sobre determinado assunto, pessoa ou empresa - derivado do termo “clip”, que significa grampear ou cortar.


Se antes a prática demandava a compra dos veículos de imprensa impressos e muitas pesquisas minuciosas para encontrar a citação do termo desejado, hoje, o procedimento ficou muito mais fácil. Afinal, com a Internet, é possível encontrar os resultados desejados em apenas alguns cliques, com as ferramentas corretas. Agora que você já sabe o que é clipping, que tal aprender como fazer o seu e como usá-lo como ferramenta de comunicação do crescimento da sua empresa?



Por que fazer clipping?

Como já citamos acima, o clipping é bastante usado no meio jornalístico e corporativo, principalmente na área de assessoria de imprensa e RP. Isso porque, entre as atividades dos assessores de imprensa, está o monitoramento de reputação dos clientes e empresas atendidas. O mapeamento dessas informações é extremamente importante para que as marcas tenham uma visão externa de suas ações e inclusive possam evitar e gerenciar possíveis crises de imagem.


Além disso, outro motivo de porque fazer clipping é simplesmente difundir os serviços, produtos, benefícios diferenciais da sua empresa aos antigos e futuros consumidores. Ao divulgar, de forma estratégica, essas notícias - seja por meio das redes sociais, do próprio site da companhia ou em e-mails marketing - as corporações aumentam sua reputação positiva e ganham um status, inclusive, de porta-vozes e influenciadores de suas respectivas áreas de atuação.


Há ainda o clipping de mercado, em que você pode buscar as tendências e novidades sobre o mercado. Esse tipo de pesquisa é muito importante para ficar bem informado sobre a sua área de atuação.


Como fazer clipping?

Para fazer um bom clipping, é necessário primeiro definir um objetivo. Dessa forma, os resultados terão um foco e o trabalho se tornará mais eficaz. Afinal, as possibilidades são inúmeras! Você pode fazer clippings, por exemplo:

  • Do nome da sua empresa;

  • Do nome do CEO da companhia ou do porta-voz;

  • Dos serviços e/ou produtos;

  • Do seu setor de atuação;

  • Da concorrência…


Determine, ainda, se ele será somente digital ou incluirá veículos impressos também. Após definir o seu objetivo (s) e canais, é chegada a hora de começar a fazer o clipping! Para isso, é preciso usar ferramentas adequadas para o processo. Selecionamos algumas;


  • Buscadores online: sites como o Google e Yahoo são bons aliados!

  • Pesquisas avançadas: selecione os termos desejados e opte por receber por e-mail, sempre que a sua palavra-chave for citada, avisos do Google;

  • Empresas privadas de clipping: há diversas companhias que entregam o serviço e incluem ainda matérias de TV e rádio, consideradas mais difíceis de captar.


E para otimizar ainda mais o trabalho, não se esqueça de realizar relatórios mensais! Assim, é possível acompanhar quantitativa e qualitativamente, os resultados do seu clipping, além de observar se as notícias são neutras, positivas e negativas. Uma boa parceira nesse processo são as assessorias de comunicação: elas podem ajudar você a conquistar clippings positivos e ainda realizar os relatórios para a sua empresa.


Se quiser saber mais sobre assessoria de imprensa, recomendamos as seguintes leituras:



Boa leitura e, se precisar de ajuda, conte com o time da Anunciattho Comunicação!